sábado, 1 de março de 2014

MG Proalfa 2013 - Resultado por Escola

 
Imagem da Consulta de Resultados Proalfa 2013
 
Disponível resultado por escola no Programa de Avaliação da Alfabetização 2013

Para verificar o desempenho, escola deve acessar a página do Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública na internet

Os resultados por escola da edição de 2013 do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) estão disponíveis para consulta. Para verificar o seu desempenho, a escola deverá acessar a página do Sistema Mineiro de Avaliação da Educação Pública (Simave) na internet.

“Os resultados deste ano foram excelentes e agora cada escola poderá verificar o seu desempenho na avaliação. Com os resultados ainda no início do ano letivo, a escola poderá se preparar mais. Para isso, ela poderá adotar a intervenção pedagógica necessária, com mais qualidade, para melhorar o aprendizado dos seus alunos”, explica a superintendente de Avaliação Educacional da Secretaria de Estado de Educação, Maria Inez Barroso Simões.

Com os dados disponibilizados, cada escola poderá fazer uma análise do próprio resultado ao comparar com os desempenhos obtidos nas edições anteriores, além de verificar o desempenho da sua Superintendência Regional de Ensino e da média da sua rede de ensino no Estado.

O Proalfa foi aplicado em novembro do ano passado a 7.948 escolas das redes estadual e municipais de ensino de Minas Gerais. O teste avaliou o nível de letramento dos estudantes de oito anos de idade matriculados no 3º ano do ensino fundamental.

Bons resultados

Segundo dados do Programa de Avaliação da Alfabetização de 2013, 92,3% dos alunos do 3º ano do ensino fundamental avaliados estão no nível recomendado, ou seja, leem, escrevem, interpretam e fazem síntese de textos com autonomia da idade. O número representa um aumento de cinco pontos percentuais em relação ao exame anterior, quando 87,3% dos alunos estavam no nível recomendável em 2012.

Quando a comparação é feita com o ano de 2006, primeira edição do Proalfa, o salto é ainda mais expressivo. Naquele ano, o Proalfa identificou que o percentual de alunos no padrão recomendável de letramento em Língua Portuguesa era de 48,6%.
 
FONTE:
Portal da Educação MG

Nenhum comentário: